30 de mar de 2017

Resenha: Porque o Céu é Azul - Keila Medeiros

Gabi é uma garota de 17 anos que muda constantemente de escola por causa do pai que, embora pertença à marinha do Rio de Janeiro, aproveita todas as oportunidades para ficar longe da cidade natal e afastar as lembranças da falecida esposa. Agora, quando finalmente está no 3° do EM, Gabi regressa ao Rio e é obrigada a enfrentar o último ano numa escola nova. Sem nenhuma experiência em relacionamentos, ela passa a ser alvo de bullying dos colegas até o momento em que Lucas, capitão do time de vôlei e também o garoto mais cobiçado da escola, finge ser seu namorado. Mas à medida que a farsa se desenrola, o sorriso irresistível de Lucas e seu jeito compreensivo e afetuoso tornam cada vez mais difíceis para Gabi lembrar que tudo não passa de fingimento. Nesse ano decisivo, ela enfrentará seus medos, criará laços verdadeiros de amizade e descobrirá que amar pode ser tão fascinante quanto explicar por que o céu é azul.


Autora: Keila Medeiros
Editora: Giostri
Classificação: 4 de 5 estrelas
Ano: 2016
Páginas: 151



Gabi está acostumada a mudar de cidade constantemente, seu pai trabalha para a Marinha e depois que a mãe dela morreu, ele quer toda distância possível do Rio de Janeiro.

Mas é hora de enfrentar os monstros do passado, Gabi finalmente está de volta ao Rio de Janeiro, está morando com sua tia, que ela ama, seu tio e seu pai em São Gonçalo. 

Ela já está farta dessa vida de mudar de cidade, escola, fazer amigos diferentes. Nessa escola nova nada será fácil, já que no primeiro dia de aula ela arruma uma "inimiga".

Essa é Kátia, a menina mais popular da escola e namorada do Lucas, o menino mais gato e desejado da escola. Só que em uma conversa com Thalia, sua nova amiga naquela escola, Gabi descobre que Lucas não está mais namorando, já que o mesmo ouve a conversa das duas e se intromete. 

Lucas está disposto a defender Gabi de todas as formas, ainda mais depois dela ser alvo de chacota por descobrirem que ela é BV. Com 17 anos e nunca havia beijado ninguém em sua vida, ela queria que aquele momento fosse algo especial com uma pessoa especial. Porém ela nunca conseguiu encontrar essa pessoa, já que estava constantemente se mudando devido ao trabalho de seu pai.

Gabi não está disposta a ter um relacionamento com ninguém naquele lugar, mas Lucas finge que eles estão namorando só para pararem de pegar no pé dela e a garota ter um último ano tranquilo naquele lugar. Só que ele acaba criando sentimentos a mais pela garota.

"- Porque o céu é azul, porque o mundo é mundo e porque você é você. Incrível, única e é uma pena que não consiga se enxergar dessa maneira."

Sabe aquele romance que enquanto você lê fica suspirando e querendo mais da história? Porque o Céu é Azul é esse tipo de livro. É um livro fofo, com personagens bem construídos, uma boa dose de romance, que faz o leitor ficar cada vez mais encantado pelos personagens.

Me irritei em alguns momentos com Gabi, apesar de entender ela, ficar se mudando direto é complicado e se apaixonar por uma pessoa e depois ter que largar ela é doloroso. Então, no começo do "relacionamento", Gabi é bem reclusa e na dela, não dá nem um pouco o braço a torcer.

Lucas é um amor, gente, que garoto fofo!!! Desde as primeiras páginas eu gostei dele, é o típico de garoto popular, bonito, sabe que é desejado por muitas, mas mesmo assim é um personagem carinhoso, amoroso e atencioso, fiquei apaixonada por ele!

Kátia, a ex namorada de Lucas é uma chatice, aquele tipo de garota popular que se acha a maravilhosa, mas que é uma garota mesquinha, nojenta e fútil, exclui essa garota da história, por favor!

Temos também presente Matheus, primo de Lucas, que fica zoando Gabi durante boa parte da história e dando em cima dela. Apesar do personagem ser um idiota, eu adorei ele, no final conhecemos quem é ele de verdade!

Temos mais alguns personagens presentes na história, como a tia dela, seu pai, a professora e suas amigas, que fazem grande diferença na história.

Os personagens são bem construídos, mas a trama é recomendada para o tipo de pessoa que está acostumada com o linguajar e drama adolescente, já que boa parte dos personagens são adolescentes e não têm certa maturidade.

A capa do livro é linda, sou apaixonada por ela. A diagramação está super fofa, apesar das folhas serem brancas, não interfere em nada na leitura. 

A narrativa da autora é super fluída, dá para ler o livro em um dia, ou até em algumas horas. Adorei o final do livro, me surpreendeu bastante, não estava esperando nada daquilo, confesso que a autora deu uma grande reviravolta na história!



6 comentários:

  1. Ownt! Adorei o livro! Gosto de livros fofinhos assim.
    Me lembram a minha adolescência que eu lia muitos livros com temáticas parecidas. Ah! Eu quero ele! grata pela dica!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir
  2. Olá, só plea capa e pelo título do livro eu já leria.
    Pela sua ótima resenha, acredito que seja um romance adolescente bem gostosinho de se ler para passar o tempo.

    ResponderExcluir
  3. Parece mesmo ser um livro bem fofo, a capa é muito bonitinha. Por ser um livro bem juvenil, eu passaria, mas gostei da premissa e sinto que leria fácil em uma tarde. Anotei a dica!

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana, tudo bem??
    Menina que história super fofinha. Fiquei bem curiosa... só não curti o fato de ter poucas paginas... sempre fico com a impressão que a história fica corrida sei lá... mas eu adorei a ideia do romance e o enredo. Xero!

    ResponderExcluir
  5. Oiii...adoro livros que fluem naturalmente. Não conhecia a obra e fiquei curiosa com a leitura. Já anotei a dica.

    Abraços

    ResponderExcluir
  6. A autora é minha professora de português da escola ��

    ResponderExcluir