25 de nov de 2016

Resenha: Horror na Colina de Darrington - Marcus Barcelos

Em 2004, Benjamin Simons deixa o orfanato em que viveu desde a infância para ajudar alguns parentes num momento difícil: com sua tia debilitada e o tio trabalhando dia e noite, precisavam de alguém para tomar conta de sua prima Carla, de apenas cinco anos de idade.
No entanto, certa madrugada, a tranquilidade da colina de Darrington é interrompida por um estranho pesadelo, que vai tomando formas reais a cada minuto. Logo, Ben descobre-se preso numa casa que abriga mistérios, onde o inferno parece mais próximo e o mal possui uma força evidente.
Passaram-se mais de 10 anos. Isso tudo aconteceu quando Ben estava com dezessete anos, e foram experiências das quais ele preferia esquecer completamente…
Mas aquele passado o acompanha de perto. Ben sente que precisa voltar e sabe que, ou desvenda tudo ou sempre viverá com medo. Então, ele decide contar, e traz numa narrativa angustiante e rica em detalhes tudo o que viveu e todas as batalhas impensáveis que travou para tentar manter a si próprio e a jovem prima em segurança. E se descobre no centro de uma conspiração capaz de destruir até a sua própria sanidade.
Onde termina o inferno e começa a realidade?

Autor: Marcus Barcelos
Editora: Faro Editorial
Classificação: 4 de 5 estrelas
Ano: 2016
Páginas: 144

  

Hoje lhes apresento a resenha de Horror na Colina de Darrington, um livro que eu queria ler há muito tempo, porém não tive nenhuma oportunidade, até saber que o livro seria lançado em uma nova edição pela Faro Editorial, parceira do blog. Muito feliz solicitei o livro, e quando o exemplar chegou em minha casa, fiquei bem surpresa.

Começamos o livro com um capítulo de 2015, narrado por Benjamin Simons, ele quer contar para todos o que realmente aconteceu na Colina de Darrington.

Em 2004, Benjamin, ou Benny, vai para à casa de seus tios, afim de cuidar de sua prima, Carla. Já que a mãe dela, Júlia, sofreu um derrame e não pode mais cuidar da filha. E por conta disso, o tio de Benny, Romeo, precisa trabalhar dia e noite para sustentar Carla e Júlia. Benny é a única pessoa que pode ajudar o tio a ajudar Carla, já que sua outra prima, Amanda, está em outra cidade por conta da faculdade.

Benny começa a ter pesadelos estranhos com sua prima, Carlinha, mas não é apenas isso, coisas estranhas começam a acontecer na casa, um exemplo é ele ver a tia dele andando pela casa, quando na verdade, ela não consegue nem se mexer na cama. 

Benny entra em contato com o tio, que está passando uns dias fora por conta do trabalho. E o mesmo manda Benny cuidar ao máximo que puder de Carlinha e não deixa-la sozinha. Ele faz isso, tenta proteger o máximo que pode a sua prima de todo mal e escuridão que faz parte daquela casa.

Ele não sabe mais o que é real e o que é pesadelo, aquela casa abriga algum mal, e Benny está disposto a destrui-lo para proteger sua prima, mas ao decorrer da história vai descobrindo coisas inimagináveis. 

Esse livro foi uma grata surpresa para mim, já esperava gostar dele, mas ele conseguiu fazer o que poucos livros de terror conseguem: me causar calafrios. Marcus soube utilizar os detalhes nos momentos e cenas certas, fazendo o leitor ficar assustado.

O livro é todo narrado por Benjamin, alterando entre o presente e o passado, confesso que sentia na pele a angustia do personagem convivendo com toda aquela escuridão que envolvia a casa. Fiquei aflita pelos personagens e desesperada pelo final, para saber o mistério que envolvia aquele lugar.

Todos os capítulos tem ilustrações, e elas dão ao leitor uma noção de como é o local, do que o Benjamin vê, como ele vê e de tudo mais que acontece no lugar. Achei isso maravilhoso e acho que deu um toque a mais no livro, adoro livros com ilustrações, elas nos passam a mesma visão que o autor tem.

Os personagens foram super bem construídos, o local bem estruturado, a narração é fluída e detalhada, mas não é maçante, muito pelo contrário. A capa do livro está maravilhosa, na verdade, a edição está maravilhosa, esse é um dos livros mais bonito de minha estante, a Faro fez um belo trabalho. 

Estou ansiosíssima pela continuação, então, Marcus, por favor, libera logo o livro pra nós, estamos precisando, haha. Tá aí a dica de um livro que tem um toque de suspense misturado com terror, garanto que quem gosta do gênero irá adorar o livro. Super recomendado!


2 comentários:

  1. Menina, essa é a terceira resenha que leio a respeito desse livro e só vejo elogios! Já está na minha lista porque também adoro romances que nos fazem sentir calafrios! ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana! ^^
    Sabia que eu não conhecia esse livro? Fiquei espantada, justo eu que adoro ficar pulando de gênero em gênero durante os meses. A história parece ser ,muito boa e se fez você ter calafrios o autor deve ter uma escrita maravilhosa. Vou querer ler com certeza!!!
    Beijos e até logo! \o/

    ResponderExcluir