18 de jul de 2015

Li até a página 100 e... Os Demônios de Deus

Alegando sofrer de crises de solidão, Deus irá finalmente falar após anos de silêncio. E ele não poderia ter escolhido melhor pessoa para isso: o Dr. R. Mazal. No consultório em British Columbia, Canadá, um labirinto de verdades é desmoronado.
À medida que a terapia segue, a vida do psicólogo entra em completa derrocada, além de estar, sem saber, no centro de uma batalha de forças além da compreensão humana. As revelações de Deus confirmam o darwinismo e rebatem as leituras completamente equivocadas sobre o livre-arbítrio. As confissões divinas não deixam de mergulhar nos mais intrincados mistérios judaicos, trazendo à luz o que foi escondido. No entanto, o enigmático Frederic Burrhus parece ter versões bem diferentes... Aquilo era apenas a ponta do iceberg !
Numa caçada frenética por respostas, o Dr. Mazal entra no centro de uma conspiração sobrenatural. Mesmo amada pelo marido, Petra o trai e esconde um segredo de todos sobre seu passado. A filha, Jane, parecia ser a maior armadilha para o império do anticristo, mas em contrapartida, era também a grande arma secreta de Deus. Para fazer o plano do Soberano prevalecer, a misteriosa família Cohen faz de tudo para que o Dr. Mazal e Jane fiquem nas mãos do inimigo. Nem sempre quem nos apunhala é de fato nosso inimigo. Deus também tem suas artimanhas?
“Os demônios de Deus” é a série de suspense mais controversa dos últimos anos!


Primeira frase da página 100:
"- Não fazemos algo porque tem uma função. Não só porque tem que servir para alguma coisa no trabalho ou na carreira. Podemos fazer algo simplesmente porque nos faz bem."

Do que se trata o livro? 
O livro nos traz a história do Dr. Rodrigo Marzal, um psicólogo que recebe Deus como um paciente em seu escritório, ele e Deus começam a ter diálogos sobre a vida e a criação da Terra, e Deus também afirma que algo de muito ruim acontecerá na vida de Rodrigo. Além de que a vida do Dr. Marzal passa por várias transformações, sua mulher o está traindo e ele se sente atraído pela filha, Jane.

O que está achando dos protagonistas?
Rodrigo pra mim é um personagem normal, sua mulher Petra é totalmente desprezível e sua filha Jane é indiferente.

Melhor quote até agora:
Mais uma vez não marquei nenhum quote (chorosa)
 
Vai continuar lendo? 
Tô tentando, a história não estava me agradando muito no começo, mas agora está razoável.

Última frase da página:
"- Sério? Que bom! De onde? Do colégio? Conhecemos a família?"

4 comentários:

  1. Curti muito este post, super original perguntas que é bom saber. Continua sim, desiste não. Teve uma vez que só fui gostar do livro depois da página 200, foi luta, mas no final foi bom. Ha ha.

    devoradores2livros.blogspot.com.br

    Um xero.

    ResponderExcluir
  2. Lembro-me de ficar louco por esse livro assim que a editora anunciou seu lançamento, mais tarde recebi da própria editora, as expectativas eram imensas, e a decepção também. O livro não é ruim, é bom, mas deixou muito a desejar, esperava conteúdos mais polêmicos, por assim dizer, esperava mais um O Código da Vinci rsrsrsrsrsrsr Os Demônios de Deus é basicamente explicar alguns trechos da Bíblia.

    Tem resenha dele em meu blog: http://jovens-leitores-brasil.blogspot.com.br/2015/06/os-demonios-de-deus-resenha.html

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana,
    Eu adoro esses posts sobre li até a página 100 e...
    Bem, seu post está incrível, mas o livro não despertou minha vontade. Talvez quando eu ler sua resenha possa me interessar.
    Beijos
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Ainda não li, mas não vi comentários fávoraveis por muitas pessoas, então nem sei se realmente vou ler.

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir