3 de abr de 2017

Resenha: Elevador 16 - Rodrigo de Oliveira

Estamos em 2017.
Cientistas descobrem um planeta vermelho em rota de colisão com a Terra. Depois de muito pânico nos quatro cantos do mundo, eles asseguram que passaria a uma distancia segura. E todos ficam tranquilos acreditando que nada iria acontecer...
Mas não podiam estar mais enganados.
No dia em que o planeta estaria mais visível, enquanto todo mundo se preparava para observar o fenômeno a olho nu, um grupo seguia para um compromisso chato: trabalhar num sábado na empresa de processamento de dados, pois estavam com muitos projetos atrasados.
Na hora do almoço, 16 pessoas entram no elevador... mas ele pára entre dois andares. As comunicações não funcionam, nem alarmes, nem celulares, ninguém aparece para ajudar. E eles não sabem que, em todo o mundo, algo muito estranho aconteceu. Em poucos segundos, 10 pessoas caem num surto coletivo, como que desmaiadas. Entre o desespero, tentativas de busca por ajuda, um deles começa a abrir os olhos, mas eram olhos vazios, olhos do mal...
Este livro conta uma história que ocorre no exato momento em que o nosso mundo se transforma. Traz personagens que vivem o intenso evento cósmico que mudaria a Terra para sempre. 

Autor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
Classificação: 4 de 5 estrelas
 Ano: 2014
Páginas: 60




Elevador 16 é um spin-off da série As Crônicas dos Mortos que atualmente conta com 5 livros publicados. Esse livro irá nos apresentar à Mariana e seus amigos antes do planeta Absinto chegar próximo à Terra.




O relacionamento de Mariana e Raul é vai e volta, constantemente estão terminando e voltando e no calor do momento eles acabam transando sem camisinha e Mariana vem a descobrir que está grávida.


É um martírio para ela, já que ainda não alcançou seus objetivos, mora com seus pais e tem apenas 24 anos. E claro, ela espera uma das piores reações de Raul e está decidida que nem tão cedo irá contar para ele.


Eles trabalham juntos no mesmo escritório, então será difícil esconder dele por tanto tempo. Depois que a Raul lhe pressiona para saber o que tem de errado, ela solta para ele o que aconteceu e ele trata a criança praticamente como uma abominação, já que não quer o filho, ele deseja estar bem sucedido quando isto acontecer.


Já é hora do almoço, mesmo sendo num sábado, todos os funcionários do escritório estão trabalhando a finco. Mariana e mais de 10 pessoas então dentro de um elevador para irem almoçar, incluindo Raul e suas duas amigas de escritório.



O problema é que hoje é o grande dia do planeta Absinto ficar próximo à Terra e quando ele chega 10 pessoas dentro daquele minúsculo elevador desmaiam. Quando acordam todos eles estão com vontade de devorar aqueles que estão vivos dentro do elevador.



Elevador 16 será adaptado e como estou lendo a série, mas especificamente estou indo para o terceiro livro, decidi que era hora de ler esse spin-off e saber um pouco da história de Mariana.



Como já li dois livros do autor, estou acostumada com sua narrativa que é detalhada, mas ao mesmo tempo fluida. Antes de começar a leitura já sabia que iria gostar do livro.



Mariana juntamente com mais dois amigos que sobreviveram à carnificina dentro do elevador terão que lutar pela vida dentro daquele edifício, e mesmo não estando muito a par do por que aquilo estar acontecendo, eles raciocinam e agem rapidamente para saírem daquele lugar com vida.


Adorei conhecer e acompanhar a personagem. É um livro bem curtinho, a leitura é feita em horas e o livro não precisa ser lido antes de começar a série em si.



A capa do livro é linda, uma das capas mais bonita de minha estante. A diagramação é simples, porém bonita. A Faro, como sempre, fez um ótimo trabalho com o livro!



Espero que tenham gostado do livro, tenho certeza que dará um ótimo filme, já estou ansiosa para assisti-lo!




 

11 comentários:

  1. Olá tudo bem
    Como não li nenhum livro desta série acho que não posso ler este livro neh ?

    ResponderExcluir
  2. Olá tudo bem
    Como não li nenhum livro desta série acho que não posso ler este livro ?
    Apesar que não curto muito este gênero.

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana,

    Gostei da sua resenha, mas não é meu género de leitura só a capa me dá medo rs ...

    ResponderExcluir
  4. Oi,
    Ainda não conhecia a série e fiquei super curiosa para saber mais. É um tema que gosto muito.
    Gostei muito da sua resenha. Muito bem explicada sobre o livro.
    Abrçs

    ResponderExcluir
  5. Olá!

    Não conhecia a série e muito menos esse spin-off. Confesso que não é meu gênero literário favorito, mas para quem gosta de terror e zumbis é um prato cheio! Deixo a dica passar desta vez.

    Beijo

    ResponderExcluir
  6. Oi! Eu não conhecia a série. Pelo que você contou, parece ser uma história muito interessante, misteriosa e um tanto aterrorizante. Mais um para minha enorme lista de leituras kkk. Beijos.
    www.v3rsosdaalma.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Eu amo livros de terror, mas não gosto da temática zumbis...
    Quem sabe eu me arrisco com essa série e acabo me surpreendendo positivamente.
    Obrigada pela dica!

    Pipoca com Café

    ResponderExcluir
  8. Não conhecia a série, acredita? :O
    Amo o gênero e com certeza anotarei essa super dica para uma leitura futura!

    ResponderExcluir
  9. Olá, ainda não li a obra, mas gostei bastanto do 1º livro da série...pretendo seguir a diante com os outros volumes, esse eu tenho em formato e-book e quero ler o quanto antes.

    Abraços

    ResponderExcluir
  10. Oie, gostei muito da sua resenha, porém o livro não faz muito meu gênero, a capa da um pouquinho de medo.

    ResponderExcluir
  11. Olá Ana!
    Eu sempre vejo essa série e sinto curiosidade de ler os livros já que gosto muito do tem zumbi. Fiquei curiosa pra saber como é a história de Mariana e como ela sobreviveu ao elevador. Assim que puder vou querer ler o livro.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir