7 de jan de 2015

Resenha: Os Olhos do Dragão - Stephen King

O mago da corte de Delain, Flagg, decide que agora, depois de quatrocentos anos de espera é a sua vez de governar.
Para isso cria um plano para matar o velho rei e incriminar seu filho mais velho, Pedro, deixando o trono para o mais novo, Tomás, que podia ser facilmente controlado pelo mago.
O principe Pedro é incriminado e condenado a passar o resto dos dias no Obelisco, onde a única coisa que ele pode fazer é planejar sua fuga e um jeito de punir o verdadeiro culpado pela morte de seu pai.
Autor: Stephen King.
Editora: Francisco.
Classificação: 3 estrelas.


Esse livro foi o primeiro que li do Stephen King, comecei a ler ele com bastante expectativa, já que o povo fala muito bem do autor, e elogiam bastante o livro. Minhas expectativas não foram totalmente superadas, na verdade, quando comecei a ler o livro, fiquei totalmente perdida, mas depois de voltar várias vezes as primeiras páginas e realmente engatar na leitura, comecei a entender mais sobre a proposta do livro. 

Estamos em um reino chamado Delain, onde o rei Rolando, sua esposa Sacha e seu filho Pedro vivem junto com vários outras pessoas, incluindo o mago e braço direito do rei, Flagg. Flagg é o personagem que consideramos como mal, ele vive em Delain há mais de centenas de anos, já acompanhou vários reis nascendo e morrendo e agora está como braço direito de Rolando. Porém, ele não gosta da esposa de Rolando, Sacha, e quando ela está para ter o seu próximo filho, o futuro Tomáz, Flagg manda a parteira dar um jeito de matar Sacha, não tendo outra opção, ela o faz. Agora Rolando, um bêbado nato, está nessa grande corte com seu filho Pedro, futuro rei de Delain e Tomáz, seu pequeno filho. Pedro e Sacha eram super agarrados, e ele sempre fez tudo que sua mãe o ensinou, agora ele está pronto pra a qualquer momento ocupar o lugar de seu pai, mas claro, ele não faria maldade nenhum com o pai para ocupar o lugar dele. Mas eis que o rei Rolando morre, e a culpa caí diretamente pra cima dele, pois, pistas foram encontradas em seus pertences e ele foi para a grande Torre do Obelisco, lá ele terá que traçar um plano para fugir e colocar o verdadeiro culpado atrás das grades. 

Tomáz é aquele personagem que no primeiro momento você odeia ele, no meio do livro seu ódio por ele aumenta mais e no final dá uma suavizada, não gostei deste personagem, o achei muito "quero a atenção de todos", um personagem muito mimado, e não gostei nem um pouco dele. Flagg é outro personagem que eu também não gostei. Mas Sacha e Pedro salvam tudo, os dois personagens são maravilhosos, fiquei o tempo todo querendo mais de Sacha e ao mesmo tempo desejando o bem para Pedro. Em suma o livro tem uma história boa, mas não é tão extraordinária, espero que nos próximos livros que eu ler do King não seja assim. Recomendo o livro só se você não tiver mais nada para ler!

8 comentários:

  1. Nunca li nada do autor e acho que nem conhecia esse livro kkkkk Mas bateu uma vontade de ler! Já não gosto do Tomáz por antecedência, mas fazer o que.. hahaha

    Beijo :*
    fantasiandocomoslivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá!

    Que pena que não gostou tanto quanto assim do livro! Nunca li nada do Stephen, mas falam muito bem dos livros dele mesmo eu não tendo tanta curiosidade em lê-los.
    Quem sabe um dia eu me interesse.

    Beijos literais,
    Luiz Henrique (Luke)
    instanteliteral.com

    ResponderExcluir
  3. Ihhh minha mãe com certeza gostaria de ler esse livro, ela é fã do autor.
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já escutei falar muito do autor e de suas obras, mas essa eu não conhecia! O.o
    Até estranhei, não sabia que ele escrevia Livros Medievais! Acho que o gênero dele que é mais conhecido são os de terror ou ficção!
    Pelo o que Você falou do Livro, não seria um que eu leria Ana! Não me chamou a atenção, mas a tua resenha ficou muito boa!

    Beijos e até logo! :D
    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  5. Não gosto muito desse tipo de história, o que é uma pena ):

    Beijos! • meu blog

    ResponderExcluir
  6. Confesso que não conhecia o livro, até então não li nada do autor também. Slá, os livros dele não me chamam muito a atenção sabe?

    Beijinhos,

    Bia - Visite: Blog Escrevendo Mundos

    Ps: Temos uma promoção rolando lá, caso tenha interesse, não deixe de participar!

    ResponderExcluir
  7. Ah o Stephen King <3 O cara é um gênio, mas se serve de consolo, ele é meio maluco, e nem tudo que ele escreve presta, ás vezes ele vai fundo demais na própria insanidade. Pelo que li da resenha, esse livro ainda está muito normal comparado com outras obras dele. Ele é melhor com terror/suspense/drama. Também não conhecia esse livro, mas o cara escreve tanta coisa que acompanhar todas as obras dele é impossível. Parece bacana, mas acredito quando diz que não é essa coca cola toda, até porque esse gênero não é muito a praia dele.
    Se quiser ler mais do King, sugiro que leia os clássicos dele, como O Iluminado e A espera de um Milagre.
    Gostei da resenha, abraços!

    www.rascunhocomcafe.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, gostei muito da resenha, ainda não li o livro, mas pretendo!
    Ainda mais por ser do Stephen King, que é um excelente escritor.
    Gostei bastante do seu blog e ja estou seguindo.
    dá uma passada la no meu:

    cyberreader.blogspot.com.br

    ResponderExcluir