7 de mar. de 2020

Resenha: O Homem de Lata - Sarah Winmam

Em 1963, Ellis e Michael eram dois garotos de doze anos que se tornaram grandes amigos. Durante muito tempo, sempre foram apenas os dois, andando pelas ruas de Oxford, um ensinando ao outro coisas como nadar, descobrir autores e livros e a esquivar-se dos punhos de seus pais dominadores. Até que um dia algo muito maior que uma grande amizade cresce entre eles. Mas então, avançamos cerca de uma década nesta história e encontramos Ellis, agora casado com Annie, e Michael não está mais por perto. O que leva à pergunta: o que aconteceu nos anos que se seguiram? Esta é quase uma história de amor. Mas seria muito simples defini-la assim.

Autora: Sarah Winman
Editora: Faro Editorial
Classificação: 3 de 5 estrelas
Ano: 2018
Páginas: 156


O Homem de Lata nos apresenta inicialmente à dois personagens: Ellis e Michael. 

Ambos viveram praticamente a infância toda juntos, já que Michael foi morar com Mabel, que era amiga de Dora, mãe de Ellis. 

Eles facilmente criaram uma amizade, incluindo não só Ellis e Michael, mas Dora também, ela estava sempre ao lado dos meninos.

Acontece que Dora vem a falecer, deixando Ellis na mão de seu pai, diga-se que foi algo bem sofrido para ele. Seu pai não ligava nem para a própria mulher, quem dirá para ele.

É aí que o vínculo dele com Michael fica mais forte, já que ele é o único que passa pela mesma dor que Ellis.

Acontece que eles acabam por se envolverem fisicamente, a partir dali, Michael cria uma paixão por Ellis, um vínculo mais forte. Ele passa anos assim, até que tudo desmorona quando ele conhece Annie.

Annie é a namorada de Ellis, que futuramente irá vir a ser sua esposa. Sabemos que eles são alma gêmea, assim como também sabemos que Annie faleceu.

Eu demorei meses para terminar O Homem de Lata, foram praticamente 5 meses para finalizar um livro de um pouco mais de 150 páginas. 

O que aconteceu? Eu tentei várias vezes mergulhar de cabeça na história e ler o livro rapidamente, mas infelizmente a narrativa da autora não conseguiu me prender. Mesmo tentando, o livro não conseguiu me fisgar. 

Mas quando eu terminei, me arrependi de não ter o lido antes. A reflexão que ele nos deixa no final é para ficar horas só analisando aquilo que aconteceu, pelo menos comigo foi assim. Mesmo que eu tentasse fazer alguma outra coisa, o final do livro me vinha à mente e eu começava a refletir sobre aquilo.

O livro é narrado em dois tempos, temos a chance de conhecer Ellis e Michael ainda criança, depois a adolescência deles, mas também temos a chance de conhecer Ellis depois da morte de Annie. Já Michael é um enigma que só conseguimos desvendar quase no final do livro.

Apesar do livro não ter me fisgado, foi um leitura que me trouxe um aprendizado muito grande, nem tão cedo irei esquecer esses três. 

A capa do livro é linda, a diagramação impecável, única coisa que eu não gostei foi que nos poucos diálogos que tem no livro, não tem travessão, mas nada que impeça a leitura.



23 comentários:

  1. Oi Aninha, tudo bem?
    Poxa que pena que a obra não te prendeu, confesso que a premissa não me chama muito a atenção e essa divisão de opiniões também me desmotivam a dar uma chance a obra.
    Gostei da sua sinceridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, infelizmente a narrativa da autora não me prendeu. Mas no final de tudo o livro deixa uma boa lição!

      Excluir
  2. Confesso que ainda não conhecia esse livro.
    Mas curti bastante a história que ele traz.
    https://blogdajenny2014.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Tem livros que a história não nós prende , estou com um assim , mais quando largo a leitura não volto . O homem de lata com certeza iria ler as primeiras páginas , obrigada por sua resenha sincera.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não sou muito fã de abandonar livros, então acabo empurrando com a barriga rs

      Excluir
  4. Tenho esse livro aqui. A capa é linda!! Uma pena não ter te fisgado desde o início. Espero poder ler e gostar.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A capa dele realmente é muito linda. Espero que goste da leitura!

      Excluir
  5. Nos parece que a historia de amor será surpreendente mas ficamos curiosos em saber o que acinteceu com Michael neste tempo e porque Ellis não entrou em contato com ele...

    ResponderExcluir
  6. Olá Ana, tudo bem?
    Eu tenho esse livro, e acredita que ainda não li. Fiquei até com receio, já que você demorou meses para finalizar a leitura. Mas parece que o final é interessante, que vale a pena a leitura.
    Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, no final de tudo foi uma leitura que valeu a pena por conta do final que a autora deixou.

      Excluir
  7. Você falou uma coisa.
    O livro não te prendeu, fato, você demorou para ler, a narrativa não lhe agradou. Mas ele te trouxe aprendizado. Isso que vale a pena! Uma pena que muitos não conseguem tirar isso de uma leitura

    ResponderExcluir
  8. Uma pena que a leitura não tenha te agrado em alguns aspectos, mas que mesmo assim, você conseguiu tirar alguma lição da história. Acho que isso vale a pena. Quem sabe, em um futuro, você leia novamente e tenha uma visão diferente? <3

    Beijos,
    Blog PS Amo Leitura

    ResponderExcluir
  9. Olá

    Tem obras que nos marcam com suas reflexões, mas mesmo assim nos deixam uma sensação de incompletude devido diversos fatores que podem vim da construção narrativa, excesso de informação ou a falta de organização dos pensamentos dos personagens.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Olá, tudo bem? Realmente entendo quando demoramos a nos conectar com a obra, mas quando consegue ela acaba nos tocando. Gosto de livros em que podemos refletir sobre o assunto, e esse livro me chamou atenção desde a sinopse. Adorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  11. Esse é um livro que venho desejando ler há tempos, mas nunca tenho oportunidade. Lamento que a leitura não tenha sido tão boa assim e que você tenha demorado meses para ler. É horrível quando uma narrativa não nos conquista como gostaríamos. Ainda assim pelo menos valeu a pena pelo final que te fez refletir tanto. Confesso que isso aumentou meu interesse no livro.

    ResponderExcluir
  12. Oi Carol!
    Não conhecia esse livro, tenho alguns livros assim também que não consigo uma conexão então fico meses para ler. Mas ainda que você conseguiu tirar um aprendizado isso é muito bom e reflexivo, parabéns pela resenha e por sua sinceridade, obrigado pela dica, bjs!

    ResponderExcluir
  13. Nossa, estava falando desse livro essa semana com uma colega que tem. Ela ainda não leu, irei esperar agora a leitura dela e opinião para ver se leio. Caso for a mesma que a sua, descartarei a leitura, pois ler arrastado não dá mesmo.

    ResponderExcluir
  14. Olá Ana!!!
    Que livro em??
    Eu já havia visto o mesmo em algum outro canto mas não tinha me atentado ao enredo do mesmo.
    Eu gostei do enredo e não daria muita coisa te juro pela capa, mas acho que é uma história bacana pelo que você falou.

    lereliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oie amore,
    Que blog mais amor!
    Adorei a capa do livro, bem simple, mas instigante.
    Gostei da resenha, parece se tratar de um livro que a leitura flui de tal maneira que numa tarde dá pra ler.
    Chato que o livro não tenha te prendido, vou tentar ler!

    Beijokas!

    ResponderExcluir