22 de jan de 2018

Resenha: A Senhora dos Mortos (Livro 3) - Rodrigo de Oliveira


E subiu da terra outra besta... e falava como dragão. Apocalipse 13:11
Um ser humano dotado de um dom extraordinário, ao ser contaminado por zumbis, se transforma no maior flagelo da humanidade. Sua memória, dos últimos momentos humanos, está mais viva do que nunca. E, agora, tudo o que ela quer é vingança e destruição.
Aqui se desenrola a jornada de uma líder do mundo zumbi, formando o seu exército a partir da cidade de Canela, e atacando os focos de resistência em Porto Alegre rumo à São José dos Campos. E, a cada lugar por onde passa, cresce o número de seguidores. ... Assim começa uma vertiginosa corrida contra o tempo para impedir que sua força se torne indestrutível, decretando o fim dos humanos na Terra.
Aqui os sobreviventes do apocalipse zumbi tentarão coordenar uma ação conjunta para tentar descobrir algum ponto fraco e destruir A Senhora dos Mortos antes que seja tarde demais.
Se lutar contra bandidos bem armados em A Batalha dos Mortos foi tenso, aqui você vai descobrir o que é enfrentar um ser dotado de poderes para destruir o que restou de uma terra já arrasada. 
A cada novo volume, mais surpresas nesta série!



Autor: Rodrigo de Oliveira
Editora: Faro Editorial
Classificação: 3,5 de 5 estrelas
Ano: 2015
Páginas: 278



No terceiro livro da série A Crônica dos Mortos do autor Rodrigo de Oliveira, nós iremos nos aprofundar mais numa nova batalha, dessa vez de Jezebel contra Ivan e seu grupo.

Depois de conseguir construir uma colina para abrigar uma grande população e voltar à sua rotina normal, Ivan se vê mais uma vez feliz ao lado de sua família.

Mas claro que uma hora mais algum problema iria surgir, e dessa vez não é um problema pequeno.

No livro anterior, Ivan não conseguiu atender a um dos resgates, Isabel é uma telepata que vive entre eles e tem uma irmã gêmea chamada Jezebel, ambas possuem o mesmo dom.

Jezebel estava à mercê da morte e Ivan não foi salva-la, sendo assim, ela transformou-se em uma zumbi. Mas ela não é uma zumbi qualquer, ela é uma zumbi que consegue pensar, andar, falar e sentir, o que ela sente no momento é sede de vingança e muito ódio por Ivan.

Jezebel promete que irá à colina onde Ivan, Estela e todos os outros habitantes residem, que irá matar um por um e que reduzirá o local onde eles moram a pó.

Como ela irá fazer isso? Como ela é telepata, ela consegue controlar a mente de todos os outros zumbis, formando assim um exército que irá lutar contra Ivan.

Agora ele terá que correr contra o tempo para fazer com que sua família e amigos não morram.

Não é novidade pra ninguém que eu sou APAIXONADA por histórias que envolvem zumbis, então quando comecei essa saga do Rodrigo de Oliveira há um tempo atrás o autor me ganhou com sua escrita e narrativa.

Apesar de eu ter adorado os dois primeiros livros e a leitura ter sido rápida, não posso dizer o mesmo do terceiro livro. A história muita das vezes ficava maçante e chata, não conseguia me prender de forma alguma, portanto que eu fiquei mais de 5 meses para acabar o livro, parava e voltava, parava e voltava.

Mas finalmente teve uma hora que eu falei: "é agora que eu termino!", e depois de bastante tempo consegui, finalmente, concluir a leitura.

Os personagens nesse livro não me demonstraram nenhuma evolução, apenas uma personagem que no final conseguiu fazer uma diferença, mas nada demais. Ivan, Estela e a maioria dos personagens secundários do livro continuam com a mesma personalidade de sempre, principalmente Ivan, continua estressado e decidido, coisa que ocorre desde o primeiro livro.

O final do livro? Não gostei! Esperava algo totalmente diferente e infelizmente não foi o que ocorreu, os acontecimentos foram totalmente contrários ao que, na minha opinião, deveria acontecer.

Em suma, A Senhora dos Mortos não foi uma total surpresa para mim, foi um livro bastante mediano.

A capa do livro está maravilhosa, assim como todas as outras da saga. A diagramação e o tamanho da letra estão super agradáveis para a realização da leitura.

Esse ano foi lançado mais um livro da saga (que deveria ser o último, mas foi dividido em duas partes), se chama A Era dos Mortos. O próximo livro que terei que ler é A Ilha dos Mortos, espero gostar desse livro tanto quanto gostei dos dois primeiros!





4 comentários:

  1. A história já não havia me chamado muita atenção, depois de você ler então... Kkk
    Mas dar uma opinião sincera assim é sempre muito importante, assim a gente tem uma opinião real para se basear se pensar em adquirir o livro.
    Beijos. Oi Duda, tudo bem? Nunca li nenhum destes livros, mas eu particularmente sou muito fã do John Green e espero gostar de Cidades de Papel. Além dele, eu já tinha vontade de ler O garoto da casa ao lado.
    Vou anotar suas dicas aqui para ler assim que tiver oportunidade.
    Beijinhos. Versos da Alma

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Não conhecia essa série nem o autor. Ao contrário de você, não gosto nem um pouco de histórias de zumbi. Outro ponto que não gostei nessa narrativa foi o fato das personagens não evoluírem, algo que não gosto também. Enfim, você apresentou bem o livro, mas não consegui me interessar pela história. =/
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Essa série faz certo sucesso, mas eu mesma não gosto de livros com zumbis, então já não me sentiria tentada a ler por isso. Uma pena a leitura não ter te surpreendido nem te agradado 100% é meio frustrante quando isso acontece.

    Raíssa Nantes

    ResponderExcluir
  4. Olá tudo bem? Preciso confessar que não conhecia o livro mais fiquei surpresa com a capa, muito chamativa principalmente pra quem gosta do gênero, infelizmente o final deixou a desejar é muito ruim quando isso ocorre mais fazer o que faz parte, beijos!

    ResponderExcluir