5 de dez de 2016

Resenha: A Lista do Nunca - Koethi Zan

Depois de um acidente de carro que sofreram quando ainda tinham dez anos, Sarah e Jennifer, amigas inseparáveis, passaram anos escrevendo o que chamaram de Lista do Nunca: uma lista de ações e atitudes que deveriam ser evitadas, a qualquer custo, para que se mantivessem sãs e salvas.
Numa noite, no entanto, ao entrarem em um táxi, o destino das duas garotas as levou a um lugar que certamente não considerariam nem um pouco seguro. Sequestradas por um homem frio e adepto do sadismo, elas ficam acorrentadas em um porão com mais duas garotas por três anos.
Dez anos depois de conseguir fugir, Sarah ainda tenta levar uma vida normal. Seu contato com pessoas se limita ao porteiro que diariamente entrega o que ela precisa para sobreviver e à sua psicóloga, que tenta ajudá-la a enfrentar cada novo dia.
Seu sequestrador, porém, está prestes a conseguir uma condicional e, mais do que preparar um belo discurso de vítima, Sarah sente que este é o momento de agir. Para isso, vai enfrentar seus terríveis traumas em busca de uma história que nunca fora revelada.

Autora: Koethi Zan
Editora: Paralela
Classificação: 4 de 5 estrelas
 Ano: 2013
Páginas: 272



Sarah e Jennifer são melhores amigas, depois que ambas sofreram um acidente de carro e a mãe de Jennifer veio a falecer, Jennifer foi morar com Sarah e as duas se tornaram o que nós chamamos de inseparáveis.

Para que não acontecesse mais nada de ruim em suas vidas, elas decidiram criar "A lista do nunca". Nessa lista tem todos os tipos de acontecimentos ruins possíveis, coisas que elas devem evitar a todo custo. Elas andam sempre preparadas para não acontecer nenhuma das situações que elas tanto temem. 

Elas vão para a faculdade juntas e ficam no mesmo dormitório. Como sempre, toda precaução e cuidado é pouco para elas. Mas em um momento Sarah para pra pensar que elas são muito paranoicas em relação a lista, que passaram mais que a metade de suas vidas seguindo ela e deixaram de aproveitar muita coisa.

Nisso, ela tenta ser uma garota normal igual a todas de sua faculdade e chama Jennifer para uma festa, que recusa o seu convite, mas depois de muito convencimento, ela acaba aceitando. Elas saem totalmente preparadas para qualquer situação que possa acontecer.

Tudo ocorre bem durante a festa, o problema é quando elas saem da festa e entram dentro de um táxi. Acabam sendo sequestradas e levadas para um cativeiro.

Jennifer é mantida dentro de uma caixa, não podendo se comunicar com Sarah, a não ser por batidas. Sarah é acorrentada por correntes presa em uma parede. Assim, como Nathalie e Tracy, que estão ali há muito tempo. Elas foram sequestradas por Jack, um professor de psicologia em uma faculdade. 

"Você só tem que deixar a dor tomar conta, como uma onda, várias vezes, até a maré levar essa onda para longe, lentamente, aos poucos." 

Anos se passaram, agora Jack está preso, Sarah conseguiu fugir e depois levar Natalie e Tracy juntas. Porém, Jennifer está morta e Sarah se culpa, pois não teve a chance de conseguir com que sua amiga saísse daquele lugar viva. Ela recebe constantemente cartas de Jack, cartas com vários códigos e pistas.

Ela vive trancada dentro de casa, não saí de lá para nada, até mesmo trabalha dentro de casa. Ela chegou até a mudar seu nome para que não a reconhecessem mais. Mas agora ela tem um novo objetivo: encontrar o corpo de sua amiga Jennifer, e fará de tudo para que isso aconteça. 

Mas vários empecilhos irão aparecer em seu caminho e ela irá descobrir coisas que nem o FBI conseguiu.

A Lista do Nunca é um livro que te prende e faz você querer saber cada vez mais sobre a história escondida por traz dos sequestros, das mentiras, de Jack. Fiquei bem ansiosa durante toda leitura, são muitos acontecimentos, a cada parte do livro é um acontecimento diferente. E o bom é que nós não nos perdemos durante a leitura do livro, pois a narrativa da autora é super bem explicada e fluída.

Confesso que nas partes em que narrava o passado, enquanto as meninas ainda estavam no cativeiro, eu ficava muito aflita, pois era muito real e eu sentia na pele as maldades que Jack fazia com elas, foram cenas horripilantes e muito reais. Dava uma angustia no coração só por pensar que as coisas que aconteciam no livro com elas, realmente acontecem na vida real. 
 
Fiquei bem feliz por ter achado esse livro perdido entre muitos outros ebooks que eu tinha guardado aqui, foi uma leitura e tanto, que com certeza me forneceu bastante conhecimento para algumas situações que acontecem em nossa vida.

Recomendo o livro para quem gosta de uma narrativa real e uma boa história de superação.


12 comentários:

  1. Ola
    Não li esse livro, foi uma colaboradora do blog que leu e adorou. Escreveu só coisas boas. Assim como vc.
    Ótima resenha.
    Bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Nunca antes tinha ouvido falar sobre esse livro. Já no começo da resenha me interessei bastante por esta história. Fiquei mega ansiosa quando foi revelado o que aconteceu com as meninas, é isso me fez refletir bastante sobre o medo, e olhe que nem li ainda o livro hahaha. Estou em curiosa para saber o que aconteceu com o corpo de Jennifer e o que Sarah fará e descubrirá nessa jornada.

    Beijos,
    entreoculoselivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Nossa, deve ser um livro beeem tenso, principalmente essas partes contando o passado sofrido das meninas. Diferente do que costumo ler. Gostei!

    =)

    Suelen Mattos
    ______________
    ROMANTIC GIRL

    ResponderExcluir
  4. hun, pela parte do suspense em si eu até leria,mas algumas coisas me deixaram desanimada...esse lance de superação e talz... não sei...só lendo mesmo pra formular uma opinião... mas a premissa me deixou curiosa...
    bjs...

    ResponderExcluir
  5. Nunca esse livro, mas adorei sua opinião sobre o mesmo.
    E leria com toda a certeza, amei o enredo e achei super interessante.

    ResponderExcluir
  6. Olá =) Não conhecia esse livro, e adorei conhecer através da sua resenha, pois além de me apresentar me despertou interesse. Esses livros que nos deixa aflita para saber o que vai acontece e faz a gente realmente sentir várias emoções são os melhores. Beijos'

    ResponderExcluir
  7. Olá, tudo bem? Nossa a premissa do livro junto com sua resenha me deixou com altas expectativas para ler, afinal se encaixa no que tenho lido ultimamente, o único porém é a questão de ser ebook. Sabe dizer se tem formato físico? Adorei!
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol.
      Tem o formato físico sim, está a venda na Saraiva, segue o link para a compra: http://www.saraiva.com.br/a-lista-do-nunca-5266791.html

      Excluir
  8. Ana eu não sei se eu iria conseguir ler, provavelmente sim, mas chorando muito... A história parece ser super pesada! O.O

    ResponderExcluir
  9. Meu deus, esse é exatamente o tipo de livro que eu gosto,socorro, irei procurar por ele agora, irei passar a frente de todas as minhas leituras KKK.
    tomara que ele seja tão bom quanto você falou porque a expectativa agora está a mil

    ResponderExcluir
  10. Oi, Ana ^^
    Eu gosto bastante de thriller psicológico porque nesse tema é bem explorado a variedade mental dos seres humanos, as anomalias e distúrbios são postos de forma crua que causa tremendo impacto no leitor.
    Essa obra me lembrou muito o sentimento que tive durante a leitura de NO ESCURO, lá eu consegui me colocar no lugar da protagonista e confesso ter chegado a adotar alguns do TOCs dela inconscientemente, para você ter noção do quanto o enredo me marcou.
    Tenho certeza que terei as mesmas sensações quando ler essa obra da(o) Koethi. Inclusive já até baixei o ebook e tá na minha lista de futuras leituras. :D
    Histórias como a da Sarah precisam sempre ser exploradas para servir de alerta àqueles que andam abobalhadamente pelas ruas porque infelizmente na realidade atual do país nenhum lugar é seguro. :(
    Parabéns pela resenha e obrigado por me mostrar do que se trata essa obra que já desejava só pela capa fazia muito tempo, Ana.
    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Essa história parece ser bem forte. Acho que se acontecesse comigo, também me culparia. Fiquei curiosa para saber se ela acha o corpo da amiga e o que ela vai descobrir que o FBI não descobriu.
    Adorei a sua resenha.
    Beijinhos!

    ResponderExcluir