15 de nov de 2014

Resenha: Hoje Eu Sou Alice - Alice Jamieson

Em 'Hoje eu sou Alice' a autora relata a jornada de uma vítima de transtorno de múltipla personalidade, que precisou lutar contra a anorexia, o álcool e contra nove personalidades alternativas que emergiram após ficarem adormecidas diante de uma infância cruel. Sem controle, Alice entregou-se a elas - e sua vida passou a ser um caleidoscópio de acontecimentos e revelações. Este é o relato sobre uma doença e sobre a história de uma mulher que decidiu lutar contra a realidade e a imaginação.
Autora Alice Jamieson.
Editora: Larousse.
Classificação: 4 estrelas.


Alice Jamieson é o que chamamos de uma pessoa guerreira. 
Nesta autobiografia, conhecemos a história de Alice, uma garota que foi frequentemente abusada pelo pai em sua infância e ainda em sua adolescência. Como qualquer outra história como a de Alice, as crianças enquanto sofrem o abuso, tem medo de contar para outra pessoa por medo de não acreditarem nelas. 

Alice enquanto está passando da fase da adolescência para a vida adulta, vai tendo alguns transtornos e vai se relembrando de algumas memórias de quando era criança, mas ela acha que tudo aquilo é imaginação de sua cabeça. Além de ser abusada pelo pai, ela também é abusada pelo amigo do pai dela, que a leva de carro para passear e estupra ela dentro do carro.
Não procurando ajuda, o caso de Alice vai se agravando cada vez mais, passando para dependência química de tarja preta, dependência de álcool e de drogas. Ela sempre tenta reunir coragem para contar para alguém, mas nunca consegue. 

E aí ela vai se entregando cada vez mais para isso, passando a ouvir vozes e ter personalidades diferentes. Indo de bebê até mulheres velhas. Mas em algum ponto do livro, Alice começa a procurar ajuda médica, é aí que ela frequenta psicólogos e psiquiatras, sempre melhorando, mas no final de tudo, ela acaba como sempre.

Alice até hoje não está curada desta doença, ela vive com isso diariamente, mas uma pessoa ajudou muito ela (que você só consegue saber no final do livro), então, uma grande parcela de gratidão ela deve à esta pessoa. É claro, que nem todos os dias ela troca de personalidade ou ouve vozes, mas isso pode acontecer com frequência. Este livro é muito intenso, a história de Alice é muito triste, faz você ficar analisando capítulo por capítulo. Uma grande emoção que eu tive durante a leitura deste livro foi a raiva, fiquei com raiva do pai dela, meu Deus, que homem completamente ridículo e insano, ódio me consumiu durante as passagens desse homem.
A leitura deste livro é super recomendada, mas se você quando lê, gosta de se aprofundar cada vez mais na leitura, pode ter certeza que assim como foi pra mim, será uma grande dor para você.

Espero que gostem da resenha, não consegui escreve-la direito por causa que a história é muito densa e é muito difícil escrever sobre ela, mas eu pelo menos tentei. Até o próximo post. Beijos!

12 comentários:

  1. Ainda não li, mas adoro autobiografia. Esse parece ser muito bom.

    Beijo

    A Estranha no Paraiso
    Facebook
    Instagram
    Twitter

    ResponderExcluir
  2. Ainda não o li, mas já tinha ouvido críticas de que é um livro muito bom, eu depois de ler sua resenha muito me identifiquei com a Alice. E adorei, quero saber mais ainda sobre ela.
    Blog: Sexo, Fraldas e Rock'n Roll
    Bjs***

    ResponderExcluir
  3. Oii,
    Eu não conhecia o livro e confesso que não é o meu estilo favorito de leitura. Hoje eu procuro uns livros mais simples sem ser denso demais para conseguir concluir.Os trabalhos da faculdade acaba me deixando chata na hora de ler...
    Gostei da sua resenha, mesmo você achando que não conseguiu explicar, conseguiu sim :)


    Beijinhos,
    www.entrechocolatesemusicas.com

    ResponderExcluir
  4. Nossa, sua resenha ficou muito boa, e me deu muita vontade de ler ele, pois livros desse gênero são os melhores.

    http://criativare-leitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    A princípio o livro não tinha me chamado atenção, não tinha gostei da capa.
    Não gosto de autobiografias também. Então provavelmente não o compraria.
    Mas o enredo denso dele me conquistou e me deixou curiosa.
    Beijos
    Construindo Estante || Facebook

    ResponderExcluir
  6. Olá!
    Nossa! Ela teve uma vida bem agitada, nunca li um livro assim, sua resenha me deu vontade de lê-lo, que maldade kkk já tenho tantos para comprar Ana :/
    beijoss
    Sublimar-me

    ResponderExcluir
  7. Olá! Já ouvi falar nesse livro e achei a premissa bem interessante, mas não acho que eu gostaria de lê-lo.

    http://www.whoisllara.com/

    ResponderExcluir
  8. Oi, Ana!
    Eu quero esse livro. Nossa, não o conhecia! :O
    Parece ser ótimo. Principalmente para mim, que estudo Psicologia.
    Dica anotada. :)
    Abraço!

    "Palavras ao Vento..."
    www.leandro-de-lira.com

    ResponderExcluir
  9. Não conhecia a história desse livro, achei bem interessante, principalmente por ser uma autobiografia. Gostei muito da sua resenha, os pontos principais me deixaram com vontade da leitura e me fez colocar na lista de próximos livros à comprar.

    Obrigada pelo carinho. Beijos :*
    Claris - Plasticodelic

    ResponderExcluir
  10. Não conhecia o livro, Ana. Mas essa história com certeza está entre as que eu gosto de ler. Ainda tem o fato da autobiografia que também me chama muito a atenção. Sua resenha foi ótima. Parabéns!

    Tammy
    Livreando

    ResponderExcluir
  11. Oi, Ana! Tudo bem?

    Puxa, que livro! Eu gosto de autobiografias e este realmente me chamou a atenção!
    Parabéns pela resenha! Perfeita! :)

    Beijos!
    http://irmaoslivreiros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana,
    Parece um livro muito dificil. Estupro é um dos assuntos que mais me deixa abalada, quando são abordados. Não consigo imaginar pelo que ela passou, tendo transtorno pra 9 personalidades diferentes. Eu não costumo gostar de auto biografias, mas essa me deixou muito interessada.
    Parabens pelo blog.
    Beijos

    ResponderExcluir