24 de jun de 2016

Resenha: Sombras do Mundo - Daniella Rosa

Alany é uma garota confusa, pressionada por suas visões e por um sentimento latente de que cada célula do seu corpo grita por liberdade. O mundo visto por ela tem formas, cores e sombras que mais ninguém é capaz de ver.
Sem a proteção da mãe, que abandonou a família quando ela ainda era pequena, e com a recente perda do pai em um terrível acidente, Alany se sente sozinha e perdida, vivendo em um mundo onde a gentileza é subjugada e o bem é sinônimo de fraqueza. Mas sua vida muda de curso quando conhece San.
San é cantor, dono de uma voz angelical e de uma beleza estonteante, e algo nele desperta sentimentos que Alany sequer sabia que existiam. Mas em um evento inexplicável San desaparece, sem qualquer aviso ou razão, e encontrá-lo passa a ser prioridade.
Durante essa busca, Alany será levada por caminhos que jamais imaginara e sua vida se transformará completamente. Enquanto algumas peças se encaixam, outras vagam muito fora de seu alcance.
Uma figura misteriosa e maligna, máscaras que caem, um inimigo que se revela confiável, e a descoberta de que seu novo amor é muito mais do que um belo rapaz, são só alguns detalhes dessa eletrizante história.
O mundo já não parece real, pois o conceito de realidade se perdeu. As pessoas não são o que parecem e a própria Any não é o que pensava ser. As lendas sim são reais, e caminham pelas ruas displicentemente.
As sombras não estão apenas na sua cabeça, afinal, e as cores têm significados verdadeiros, que começam a dar sentido a sua vida insípida. Mas nenhum alívio vem sem um preço.

Autora: Daniella Rosa
Editora: Ler
Classificação: 4 de 5 estrelas
 Ano: 2015
Páginas: 278




Alany Green faz faculdade de biologia com seus melhores amigos Carol, Nara e Will. O quarteto está sempre junto para tudo, um sempre ajudando o outro, independente de tudo. 

"Amigos são importantes e são legais na maioria das vezes. No entanto, quando resolvem que querem te ver feliz, baseados nas suas próprias expectativas de felicidade, pode ser um saco."

Alany mora com sua vó. Sua mãe a abandonou quando era pequena e seu pai morreu em um acidente de carro, mas sempre esteve ao lado dela. Depois do acidente de seu pai, Alany se privou de bastante coisas. Até que Carol apareceu e a ajudou bastante em seu processo de recuperação.

Alany parece ser uma pessoa normal como nós, mas não é. Ela vê sombras com cores nas pessoas, com a cor, ela consegue identificar a índole daquela pessoa ou o que está sentindo. Mas as vezes pode sair do controle dela, acabando por a deixar bastante vulnerável, mas esse é outro quesito em que sua amiga Carol a esta sempre ajudando.

"Não acredito em certo ou errado. Isso tudo é bem relativo. Pra mim, errado é alguém que faz com que você acredite em algo que na verdade não existe. Alguém, que te olha com tanto carinho que consegue inundar seu coração de possibilidades e te faz acreditar que a felicidade realmente pode existir. Mas depois, este mesmo alguém te trata com a mesma importância que dá a um copo de cerveja."

Em uma noite de aniversário de Any, os quatro decidem ir à um bar para comemorar. Apesar desse tipo de ambiente não ser um de seus favoritos, Any vai para tentar se divertir um pouco. Com bastante bebida e música ao vivo. Any adora música, e a voz desse cantor acaba por encantar ela. De frente para o palco, Any sente uma conexão com ele. Depois de um longo "transe", Carol a chama para retornar a mesa. Carol mostra bastante antipatia pelo cantor, ainda mais quando ele vai à mesa oferecer um vinho como cortesia da casa para a aniversariante. 

Carol se convence, meio bêbada, que precisa agradecer o cantor pelo vinho e vai diretamente para mesa em que ele está sentado para o fazer. Depois ela vai embora. Mas retorna no próximo final de semana juntamente com Nara para prestigiar o cantor mais um vez. Só que um imprevisto acontece, ela recebeu várias ligações da sua vó e não percebeu, após retornar a ligação e sua vó não atender, ela sai no meio do show do cantor, que estava cantando uma música dedicada para ela e vai correndo para casa. Ao chegar lá, vê que sua vó está perfeitamente bem, e não foi ela que fez as ligações. Então fica a incógnita de descobrir quem foi essa pessoa.

Ao retornar lá para prestigiar novamente o cantor, ela descobre que ele não irá mais se apresentar naquele local. Ela fica em estado de choque. Mas tem um belo plano juntamente com Nara, irá procurar nos principais bares da cidade. 

Após uma grande busca e nada de achar o cantor, ela vai num bar em que encontra pessoas extremamente estranhas e assustadoras. Claramente o cantor não estaria naquele lugar, então decidiram ir embora. Mas Nara e Carol foram ao banheiro e Will foi conversar com uma garota que estava sentada bebendo. Após Carol retornar do banheiro e ver que Will não estava protegendo Any, ficou irritada. Any então se deu por vencida e foi busca-lo. Mas logo após chegar na mesa dele, começa uma enorme confusão no bar. A garota que estava sentada com Will a leva pela porta de trás para ficar esperando acabar a confusão. Nisso ela vê Will sendo arremessado pela janela e barulhos de animais dentro do bar (além de uma luz super estranha), mantendo uma boa distância de Will e chegando ao bar para tentar tirar suas amigas daquele lugar, ela vê que Will sumiu do lugar aonde estava e de repente apareceu novamente, não a deixando entrar dentro do bar. 

Essa é só uma das coisas estranhas que Will pode fazer, na mesma noite ela descobre que ele também consegue se comunicar com ela mentalmente. Any fica bastante perdida querendo descobrir o que aconteceu naquela noite. E finalmente aparece uma pessoa para explicar tudo a ela. Uma pessoa que Alany vem tendo sonhos há anos, esse é Antoni. Ele explicará a Any tudo sobre sua vida, de seus amigos, da sua mãe, de Santiago e de seus poderes. E irá apresentar a ela o mundo que ela pertence.

Primeiro vou começar falando da capa do livro, que tem um tom super misterioso e sombrio, que combina bastante a história. Claramente gostei muito dela.

Apesar de Carol ser a melhor amiga de Any e a estar sempre ajudando, não gostei dela desde o começo, senti uma antipatia enorme por ela e foi assim até o fim. Espero que no próximo livro não tenha muito sobre ela. Santiago é um personagem maravilhoso e apoio ele completamente com a Alany, passei o livro todo torcendo para os dois ficarem juntos. Antoni está sempre ajudando Any e explicando a ela coisas de seu "novo mundo" (continua sendo o mesmo mundo, só que com um outro olhar), gostei bastante dele, e apesar de tudo, gostaria de ver mais dele e Any juntos, se é que vocês me entendem. Nara eu simplesmente adorei, a única amiga de Any que sempre foi verdadeira com ela e nunca escondeu nada, pelo contrário, sempre estave ao lado dela. 

O cenário que Daniella criou nesse livro foi ótimo. Mas o melhor mesmo foi a parte em que Any e Antoni estão no Submundo, gente, apesar das intrigas, adorei aquele lugar e queria mais cenas nele. Outra coisa que eu também adorei foram as características que a autora deu para as criaturas, alguns detalhes fez bastante diferença.

Vocês podem achar que eu falei ou expliquei demais nessa resenha, mas acreditem, esse é apenas um terço da história que Sombras do Mundo revela para a gente. Em 278 páginas a autora conseguiu criar um história enorme. Apesar de vários acontecimentos, a narrativa da autora é bem fluída, com uma pitada de ação e com detalhes quando necessário.

Acho que ficou bem grande (me desculpem), mas eu não poderia falar menos, nem mais, se não ficaria muito confuso e eu não sentiria a sensação de dever cumprido. Mas acho que expliquei o suficiente para vocês entenderem uma parte da história. Espero que gostem e que leiam o livro, já dá pra ver que recomendo ele, haha.

Beijo,
Ana Caroline

7 comentários:

  1. Opa, um livro cheio de criaturas, mistérios e ainda um cantor gato e irresistível?! Fórmula boa para uma leitura prazerosa, leria com certeza!!

    Beijo, Van - Retrô Books
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, Ana!
    Confesso que não conhecia nem a autora nem o livro :X Mas pela sua resenha parece ser uma trama muito boa e cheia de detalhes! (adoro detalhes) Vou por na minha lista e ler ainda esse ano! :D
    bjus, Vitória

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana.

    Tem autores que conseguem criar uma história enorme e bem organizada com poucas páginas e parece que este livro é desta maneira. Eu já tinha interesse em ler esta história por causa da capa e da sinopse, lendo sua opinião, eu fiquei ainda mais curiosa. Espero ter oportunidade em breve para ler. Gostei da sua resenha.

    Bjos
    Histórias Existem Para Serem Contadas

    ResponderExcluir
  4. Gosto quando os livros em poucas páginas consegue fazer o leitor embarcar em algo tão intenso e que parece não acabar nunca. E o melhor é quando não é cansativo né? Eu não conhecia a obra, mas fiquei muito curiosa para ler! Gostei demais do enredo, e a capa está bonita!
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana!
    Desculpa, mas confesso que não entendi muito bem a explicação da história, achei um pouco confusa. Do pouco que captei, parece ser uma história bem legal, os poderes da Alany são diferentes do que já vi por aí e isso me anima. Gosto desse tipo de fantasia, de submundo e etc. A capa é realmente bonita.

    ResponderExcluir
  6. O enredo é bem cativante, por isso sua empolgação, quando gosto muito de uma obra, acabo escrevendo demais também, mas é normal. Tenho Sombras do Mundo no Kindle, mas não sabia o que esperar e gostei do que encontrei na resenha, sinceramente, espero sim gostar, pois a história é bem curiosa e fique interessada em conhecer, só achei um pouco curto o livro, realmente deu para a autora desenvolver bem o enredo? Enfim, vou ler e espero muito gostar!

    ResponderExcluir
  7. Oi Ana!
    Parece ser um livro bem bacana,daqueles que os fãs de fantasia irão adorar!
    Eu não curto muito o gênero e, mesmo tendo achado a trama bem interessante, não sei se me arriscaria por conta dessa minha trava com eles (foram poucos os livros de fantasia que li e gostei).
    Fico feliz que tenha gostado tanto do livro, sua resenha pode ter ficado grande mas ficou muito boa e você conseguiu passar tudo que sentiu.
    Beijos

    ResponderExcluir