9 de jun de 2015

Resenha: Os Doze Mandamentos - Sidney Sheldon

Em Os Doze Mandamentos, Sidney Sheldon subverte as tábuas da lei e reconta a história de Moisés. Na Biblía de Sheldon, o hebreu não desceu o Monte Sinai com dez mandamentos. Na verdade, eram doze as leis e, ao contrário de punição, quem as descumpre recebe grandes recompensas. No livro, quebrar um dos doze mandamentos pode ser muito lucrativo. Os "pecadores", aqui, tornam-se ricos, famosos, felizes. Uma crítica muito bem escrita sobre o fanatismo religioso. Entre os personagens de Sheldon estão um padre que transgride duas regras, um homem de má sorte que, após infringir o quarto mandamento - guardar os dias santos - enriquece.

Autor: Sidney Sheldon
Editora: Galera Record
Classificação: 4 de 5 estrelas
Ano: 2006 
Páginas: 248
 

Em Os Doze Mandamentos nós lemos uma parte diferente da escrita de Sidney Sheldon. O livro é composto por doze contos, todos baseado nos dozes mandamentos da bíblia. Sendo que os dois mandamentos a mais que são adicionados no nome se leva em conta por que Moisés que carregara três tábuas onde estava escrito os mandamentos, deixou cair uma que se espatifou, só restando os dez mandamentos que conhecemos hoje em dia.

Cada conto é baseado em um mandamento, e o livro diz ao contrário do que conhecemos, se a pessoa respeitar os mandamentos, ela é punida, se ela desobedecer, ela ganha aquilo que quer.

Os contos tem finais divertidíssimos, o que menos gostei foi o oitavo, e o mais legal, com certeza foi o quarto, mega divertido. 

Nunca pensei que fosse ler um livro "menos sério" do Sidney Sheldon e no começo cheguei a pensar que não gostaria do livro. Todos os livros dele são muito "maduros", gostei bastante de ler essa parte mais divertida dele.

Muitas pessoas criticam negativamente o livro, se eu fosse levar em questão dessas críticas, não teria lido o livro, mas fico feliz de o ter feito. Algumas pessoas foram pensando que seria mais um livro  adulto do Sidney e encontraram um infanto-juvenil.

Super recomendo o livro, porém não vá ler pensando que é um romance policial do Sidney, por quê não é. O livro é uma sátira mega divertida do autor, mas vale a pena conhecer esse lado dele.

4 comentários:

  1. Olá!

    Não conhecia esse livro do Sidney! Não curto muito romances policiais do Sidney, mas, se fosse pra ler algo dele, certeza que seria esse, adoro quando o autor deixa seu traço de lado pra escrever algo mais leve!

    resenhaeoutrascoisas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Heey!
    Sidney divertido?! Essa é nova haha, eu já li alguns livros dele e gostei bastante, creio que este não me decepcionará ^^
    Abraços!
    Blog - Desbravando o Infinito

    ResponderExcluir
  3. Ainda não tinha lido esse. Com certeza procurarei.

    Seguindo! Se puder passar no meu e seguir, agradeço: http://ooraculodeelfos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Ana.

    Adorei a resenha. Não conhecia o livro, mas já fiquei super com vontade de ler. Imagina um Moisés desastrado que deixa cair uma das tábuas dos "12" mandamentos. kkkkk E esse negócio de que quem descumpre se sai bem, adorei! Tenho que ler!!! :D :D
    Bjoks da Gica.

    umaleitoraaquariana.blogspot.com

    ResponderExcluir