19 de out de 2016

Resenha: A Perversa - Tarryn Fisher

Leah Smith finalmente vive um momento muito especial. Conquistou aquele que considera o “homem da sua vida”, mas não está completamente feliz.
Leah se sente insegura, como se fosse sempre a segunda opção e sua vida atual, como um castelo de cartas, pudesse desabar a qualquer momento...
E, mais do que sentir, ela sabe que Caleb nunca a olhou com aquele brilho especial que dirigia a Olivia. Então, se por um lado se sente vitoriosa, por outro, percebe quanto é desgastante e trabalhoso manter a sua conquista.
Agora, oficialmente casada com Caleb, ela vai até as últimas consequências para manter unidos os pedaços de uma vida construída por segredos, mentiras e trapaças. E, quem sabe, amor.
Mas não é assim que devemos fazer para lutar por quem amamos?

Autora: Tarryn Fisher
Editora: Faro
Classificação: 4 de 5 estrelas
 Ano: 2016
Páginas: 256



 "- Você não vai encontrar uma resposta para isso de alguém como Caleb. Se eu fosse você, deixaria pra lá. Vá curtir a vida que você roubou pra si mesma. Olivia não irá aparecer na sua porta chorando, se é com isso que está preocupada."

Leah finalmente conseguiu ficar com o homem que tanto desejava. Ela está grávida de uma menina, Estella, fruto de sua relação com Caleb. Mas tem um problema: ela engravidou só para prende-lo. E assim que ela gera a criança, vê que isso foi um grande problema, já que ela não gosta da menina, sente ciúmes dela com Caleb e não consegue fazer o seu papel de mãe.

Mesmo com Olivia fora da vida deles, ela ainda é pauta para briga entre os dois, já que Leah não aceita que Caleb ainda não a esqueceu e a ama mais. 

Caleb está cada vez mais se afastando de Leah, já que ela não consegue cumprir seu papel de mãe, nem trocar uma fralda da garota ela faz. Ele está constantemente fazendo viagens à trabalho, e em uma dessas viagens, ele deixa Leah e a mãe dela cuidando de Estella. E quando volta, Estella está em uma creche, abandonada e Leah está em um bar com suas amigas. A partir daí começa uma grande reviravolta no relacionamento deles.

"Eu não a escolhi, Leah. O amor é ilógico. Você cai nele como num poço. Depois, apenas fica ali, preso. Você morre de amor muito mais do que vive dele."
 
Eu pensei que com esse livro eu iria entender o por quê de Leah fazer tanta maldade no livro anterior, e sinceramente, eu vi que uma pessoa extremamente apaixonada e louca não mede esforços para ter a pessoa que ama e nem vê a gravidade do que ela faz pode causar a outras pessoas ao seu redor.

O sentimento de raiva que eu sentia por Leah no livro anterior, continua neste, só que no final deu uma amenizada. Ficava com muito ódio por causa da maneira que ela tratava a sua filha, parecia que a bebê nem dela era e inventou a depressão pós-parto, para não afastar Caleb. Ela conseguia manipular muito ele, e isso me fez ficar com raiva dele em boas partes do livro.

O livro continua com a narração de um capítulo no presente e outro no futuro. Isso nos permitiu ver mais sobre a adolescência  de Leah, e que ela sofreu bastante no passado, por isso que se tornou a megera que é hoje. A narrativa da autora continua fluída igual no livro anterior, porém nesse livro achei mais densa, já que constantemente tinha brigas de Caleb e Leah. 

Nesse livros temos a presença de personagens novos, como Sam, que é babá de Estella. Gostei bastante dele, é sincero e não tem papas na língua quando vai soltar as verdades na cara de Leah, mas é amigo dela e está sempre a ajudando em suas crises. Também temos Cammie, que é da agência que Sam veio e também é amiga de Olivia, também é super sincera, segue a mesma linha de Sam, única diferença é que ela não é muito fã de Leah. 
Olivia aparece poucas vezes no livro no presente, mas constantemente nos capítulos que são narrados no passado, ela está presente. Confesso que senti muita falta da personagem.

Gostei bastante desse livro, foi bom conhecer o lado de Leah e um pouco mais de sua vida junto com Caleb. A capa está maravilhosa, a bicha é uma megera, mas é linda, haha. A diagramação do livro está maravilhosa, como sempre. Não encontrei nenhum erro de ortografia no livro

Super recomendo o livro, a Tarryn arrasou nesses dois primeiros livros e tenho certeza que será assim no terceiro e último. Tô muuuito ansiosa para ler o Impostor. Espero que tenham gostado da resenha!

 

7 comentários:

  1. Por mais que a capa seja bem simples, eu gostei bastante dela. A história parece ser um pouco comum a primeira vista, mas parece que os olhos engatam. A personagem é bem diferente e fico imaginando como a autora a desenvolveu.
    Um abraço!

    http://paragrafosetravessoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Gostei da resenha, Ana Caroline. A capa do livro ficou bem bonita, hein?! A Faro editorial pública livros bem legais em termos de estética.

    Seu blog tbm é lindo, Ana.

    Xeru.

    ResponderExcluir
  3. Oie

    Eu li o primeiro livro mas não agradou muito por isso não sei se vou ler esse, acho que é porque é um gênero que não curto muito por isso ficou meio arrastado para mim.
    Mas gostei de saber que esse mostra mais o lado da Leah, que é uma megera mesmo kkkkk.
    Quem sabe eu acabe lendo!

    bjs
    Fernanda
    http://pacoteliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Não conheço essa série e não sei como foi construída a narrativa do primeiro livro, mas achei muito legal focar a história do ponto de vista da "vilã", o enredo em si não parece ser dos mais originais, porém, leria só por causa dessa inovação estrutural da narrativa. ^^
    Bjss

    ResponderExcluir
  5. Oiii lindinha, como vai?
    Infelizmente dessa vez a obra em si não despertou meu interesse e por isso irei pular a dica, mas parabéns pela resenha que ficou um arraso.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  6. nossa, que tenso... :o
    nunca tinha ouvido falar na obra, mas ela não faz meu estilo de leitura, por isso não leria...
    ainda assim, ficou uma ótima resenha,parabéns...
    bjs ^^

    ResponderExcluir
  7. Oi tudo bem?
    Gostei muito da sua resenha, adorei a capa, a premissa é interessante, mas no momento não posso começar séries ou trilogias, mas quem sabe futuramente eu consiga ler?
    Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir