25 de mai de 2016

Resenha: P. S. Eu Te Amo - Cecelia Ahern

Gerry e Holly eram namorados de infância e ficariam juntos para sempre, até que o inimaginável acontece e Gerry morre, deixando-a devastada. Conforme seu aniversário de 30 anos se aproxima, Holly descobre um pacote de cartas nas quais Gerry, gentilmente, a guia em sua nova vida sem ele. Com ajuda de seus amigos e de sua família barulhenta e carinhosa, Holly consegue rir, chorar, cantar, dançar e ser mais corajosa do que nunca.
Autor: Cecelia Ahern 
Editora: Novo Conceito
Classificação: 5 de 5 estrelas
 Ano: 2012
Páginas: 368
 





"- Alô - respondeu ela, grogue. Sua voz estava rouca de tanto chorar, e há muito tempo ela já havia desistido de tentar fazer uma voz firme para as pessoas. Seu melhor amigo havia morrido e ninguém compreendia que nem toda a maquiagem, o ar fresco e as compras do mundo preencheriam o vazio em seu coração."

Holly era casada com Gerry, eles viviam extremamente felizes juntos, até vir a tona que Gerry estava com câncer. Eles sempre souberam que não havia cura, mas Holly não sabia como iria fazer para viver sem ele, já que em todos os momentos da sua vida Gerry estava junto. E então o inevitável acontece e Holly perde seu rumo na vida. Só quer saber de dormir e chorar. 

Os pais e irmãos de Holly tentam fazer com que ela se sinta melhor, mas nada pode fazer com que ela fique bem, já que perdeu o grande amor de sua vida. É aí que a mãe de Holly a avisa que chegou uma encomenda em sua casa para Holly. De imediato, ela não dá atenção, mas já que está há algum tempo sem ir a casa dos pais, parte para visita-los e aproveitar para pegar sua encomenda. 

Quando Holly lê a carta que chegou, entra em estado de choque. São cartas escritas por Gerry, cartas o suficiente para o resto do ano. Ela poderá abrir uma carta por mês, nessas cartas Gerry pede para ela fazer algo que ele sabia que iria tirar ela desta enorme solidão. 

Todos ficam incrivelmente maravilhados com a ideia de Gerry e a ajudam no que precisa.

"[...] Ela nunca parecia totalmente feliz; parecia apenas estar deixando o tempo passar enquanto esperava por outra carta. Estava cansada de apenas existir; queria viver. Mas para que viver se não existia vida na existência? Essas perguntas toavam sua mente o tempo todo, até ela chegar ao ponto de não querer despertar de seus sonhos - eles eram o mais próximos da realidade."

No decorrer do livro, nós vemos Holly superar a perda de seu marido e se tornar uma mulher feliz, as cartas que Gerry deixou torna-a uma outra pessoa. Ela conseguiu até arrumar um trabalho que gostasse e que sentia prazer de ir todos os dias, e o "melhor" é que seu chefe já compartilhou da mesma dor que ela, então ambos trocam bons conselhos.


Eu já havia visto o filme há alguns anos e gostei bastante, me debulhei em lágrimas. Quando peguei o livro para ler, já tinha uma noção do que iria encontrar. Não teve outra opção, logo nas primeiras páginas as lágrimas já estavam rolando, e foi assim durante o decorrer do livro todo. 

A história do livro é linda, e ele se tornou um de meus livros favoritos pois já vivenciei uma história parecida  em minha casa (tirando a parte das cartas, hahaha), a dor e a tentativa de superação de uma morte de uma pessoa querida é muito dura e eu sentia na pele os sentimentos de Holly.

Muitas vezes eu achava Holly imatura e não concordava com algumas ações dela, mas fui aprendendo a me acostumar com o jeito dela. 

Tenho que ressaltar também que a família e as amigas de Holly, com destaque em Denise e Sharon, a ajudaram muito durante esse processo da depressão e das cartas de Gerry. Foram pessoas essenciais para ajuda-la em uma coisa que não iria conseguir fazer sozinha.

A atmosfera do livro, apesar de pesada em algumas partes, em outras também são engraçadas, algumas situações e conversas me tiraram boas risadas. 

A diagramação do livro é linda, a NC caprichou bastante. A capa eu também gostei. E as páginas são amareladas com letras em um bom tamanho para a leitura. Apesar de ter um número bom de páginas, a leitura é super fluida com a maravilhosa narrativa da Cecelia. Já é o segundo livro que eu leio da autora que vai para os favoritos, ela é simplesmente incrível.

Enfim, super recomendo o livro. A história é maravilhosa e me encantou bastante. Em breve irei re-assistir o filme e trarei resenha para vocês.

Beijo,
Ana Caroline


10 comentários:

  1. demorei muito para ler esse livro e foi o primeiro que li de Cecelia, é simplesmente apaixonante! ela mostra que a morte nem sempre é o fim do amor
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Olá, Ana.
    Eu amo o filme, acho que até por isso não gostei tanto do livro quanto gostei do filme. Mas ainda assim eu gostei muito e principalmente por ter bastante coisas diferentes hehe. E a editora caprichou bastante mesmo, principalmente no kit que veio junto ao livro hehe.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Olá!
    Amo esse livro e amo a autora! Tenho vários livros dela e P.S. eu te amo foi o responsável para que eu me tornasse fã da autora. O filme tentei assistir depois que li o livro, mas só consegui os primeiros 20 minutos...odeie o filme! Nada a ver com o livro, me decepcionou mesmo, prefiro fica com a imagem que construi do que o que o filme mostra! Ótima resenha, parabéns! Também resenhei esse livro e outros da autora no meu blog!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi, eu ainda não li esse livro, só assisti ao filme e confesso que achei o filme sem graça e sem sal e ele não me prendeu ou emocionou em momento nenhum, por isso, não consigo pegar esse livro para ler. Talvez num futuro, mas hoje e dia, não leria, mesmo achando sua resenha bem detalhista e instigante.
    bjus

    ResponderExcluir
  5. Oi Ana!

    Acredita que nunca li esse livro? Já li outras obras da Cecelia, mas a mais conhecida não! haha
    Nunca vi o filme também, então não sabia nada do enredo. Já perdi pessoas que amo também e é realmente muito difícil de superar. A ideia do Gerry de deixar cartas para Holly foi realmente uma prova de amor, amei.

    Beijo!
    http://www.roendolivros.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu amo demais esse livro, li lá por 2010 e foi o que me fez gostar muito de ler. Eu achei a história tocante e linda, chorei demais, confesso! Tentei assistir o filme, mas não foi do mesmo modo, a leitura é mil vezes mais apaixonante.
    beijos
    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  7. Olá. Acho a premissa desse livro muito legal, mas nunca tive vontade de ler. Assisti ao filme uma vez e foi o suficiente. Acho que, talvez, por você ter vivido algo semelhante na sua vida pessoal possa ter te influenciado pra ti gostar bastante da obra.

    Beijos
    Estilhaçando Livros

    ResponderExcluir
  8. Oi!
    Comecei a ver o filme uma vez mas desisti no começo, não me interessou muito sabe, achei meio chato. Acho a premissa do livro muito bonita sim ,não sei o que aconteceu mesmo :/
    Já perdi alguem pro cancer e é bem tenso. A ideia das cartas é muito legal e deve ser emocionante. Talvez um dia eu dê uma chance pro livro, o filme não vou tentar de novo rs

    ResponderExcluir
  9. Eu já vi o filme umas 6 vezes, porém o livro eu não li, mas com certeza quero ler, porque a emoçao deve ser maior!! gostei muito da sua resenha. Graças a Deus ainda não passei por uma dor assim, morro de medo de passar. Um bj Lyh

    Blog Rascunhos da Lyh

    ResponderExcluir
  10. Oi!
    Eu só assisti ao filme e acho a estória linda e triste. Ainda não li nada da autora mas quero mudar isso. Fico contente em saber que vc gostou bastante da leitura, espero o mesmo pra mim.
    Abraços,
    Andy - StarBooks

    ResponderExcluir